quarta-feira, 24 de junho de 2015

A origem das festas juninas

Diferentemente de como muitas pessoas pensam, as comemorações das nossas tão conhecidas e adoradas festas juninas que acontecem durante todo o mês de junho em diversas cidades do país, vão muito além da homenagem aos três santos católicos: São Pedro, São João e Santo Antônio. Esse tipo de festejo é bem anterior a era cristã.

No hemisfério norte, várias celebrações aconteciam durante o solstício de verão. Por exemplo: diversos povos na antiguidade aproveitavam o período entre o dia mais longo e a noite mais curta do ano, para organizar rituais com a finalidade de atrair a fertilidade da terra e para pedir uma colheita mais farta, como os celtas e os egípcios. Essa prática acontecia mas precisamente no dia em que é comemorado no Brasil o dia de São João.

Segundo a antropóloga Lúcia Helena Rangel, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), a inserção das comemorações das festas juninas, enquanto parte do calendário religioso, ocorreu da seguinte maneira: "Como a igreja não conseguia combatê-los, resolveu cristianizá-los, instituindo dias de homenagem aos três santos no mesmo mês".

Antes da chegada dos portugueses ao Brasil, os nativos também realizavam diversas comemorações ligadas a agricultura utilizando cantos, danças e com bastante comida. Esses costumes indígenas se fundiram com os europeus, que inclui as práticas religiosas, após a chegadas dos jesuítas ao país, e por esse motivo, os festejos oferecem diversos pratos feitos a base de ingredientes nativos, como o milho, por exemplo. Os negros e os índios não tiveram dificuldades em se adaptar a esse novo tipo de comemoração por parecer muitos com as de suas culturas.

É de herança caipira devido a organização da sociedade brasileira que concentrava na época grande parte da população no campo, 70% ao todo. Aos poucos essas festas foram difundidas em todo o território nacional, sendo que hoje as grandes festas juninas estão centradas no nordeste brasileiro, principalmente em Pernambuco e na Paraíba, onde foram enraizadas. 

Diversos símbolos foram acrescentados a essas festas, como: as enormes fogueiras para que as pessoas pudessem se aquecer ao seu redor, por serem festividades realizadas na época mais fria do ano; e para tornar o ambiente mais divertido, implantaram diversas brincadeiras, como por exemplo, correio do amor, pescaria, pau de sebo, quadrilhas, fogos de artifício, casamento na roça, corrida no saco e muitas outras.

Para entrar nesse agradável clima das festas juninas, resolvi também comemorar fazendo uma postagem um pouco diferente das anteriores. Uma receita típica desse tipo de festa, muito comum em diversas partes do nosso país nesse período do ano e que é feita com ingredientes típicos, como manda a tradição.

Pudim de paçoca



Ingredientes:
1 lata de leite condensado;
1 xícara de chá de leite;
1 xícara de chá de leite de coco;
4 ovos;
250 gramas de paçoca cortada;
xarope de glucose de milho para caramelizar a forma (ou açúcar, caso prefira).

Instruções de preparo:
No liquidificador, bata o leite condensado, o leite, o leite de coco e os ovos. Acrescente a paçoca cortada em pedaços e misture com cuidado para não desmanchá-las. Despeje em uma forma para pudim caramelizada. Asse em banho-maria no formo pré-aquecido a 200°C durante uma hora aproximadamente ou até que enfiar o palito no pudim, ele saia seco. Deixe esfriar e desenforme com cuidado. Sirva bem gelado.

Dica:
Eu já tinha essa receita há algum tempo, mas essa semana resolvi testá-la e aprovei, o doce é bem gostoso. A indicação é para por pedaços grande de paçoca e fiz assim, mas acho que não ficou muito legal porque o pudim não é consistente como massa de bolo e os pedaços da paçoca ficam no fundo. Ao desenformar, eles estão todos no topo da sobremesa. Assim, pedaços pequenos seriam ideais porque não pesariam tanto.
########################################################################
Visite também meus perfis nas redes sociais:
YouTube: Amanda Midori
Facebook: Amanda Midori
Twitter: twitter.com/amandamidori__
Instagram: instagram.com/poramandamidori
Google+: +AmandaMidoriLimaTeixeira

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Carnaval 2016: Acadêmicos de Santa Cruz

Olá pessoal? Tudo bem com vocês? Estou de volta nesta sexta-feira fria e chuvosa para avisar que já tem postagem sobre os preparativos das escolas de samba da zona oeste do Rio de Janeiro para o carnaval 2016. E esta semana é a vez da Acadêmicos de Santa Cruz.

A alvi-verde de Santa Cruz anunciou durante feijoada realizada na quadra da escola no último sábado, 13, o enredo que apresentará na folia do próximo ano, intitulado 'A natureza veste a incerteza. E o amanhã?'. De autoria de Cláudio Russo, Luciane Conrado fará a pesquisa acerca do tema, enquanto os carnavalesco Lucas Pinto e Lane Santana desenvolvem o mesmo.

Foto de divulgação: Lucas Pinto, William Paixão e Júlio César.

Os dois carnavalescos fazem são alguns dos reforços anunciados pela agremiação para o carnaval 2016. Lane esteve na escola em 2012 quando desenvolveu o enredo 'Nas ondas do rádio...Acorda Brasil para escutar! O show do Antônio Carlos está no ar!, que alcançou o 6º lugar do grupo A. Este ano, ele fez parte da comissão de carnaval instaurada pela escola, em que desenvolveram 'O pequeno menino se tornou Othelo', que deixou a alvi-verde em décimo lugar.

Já Lucas, teve passagens pela Acadêmicos de Santa Cruz em 1983 e 1993, quando conquistou o 3º e 4º lugares respectivamente. Ele defendia desde 2014 a escola de samba Unidos de Vila Maria, pelo grupo espacial do carnaval de São Paulo.

Outras contratações anunciadas pela alvi-verde da zona oeste são os diretores de harmonia Júlio César e William Paixão, além de Wesley Cássio, que fará parte do carro de som da escola. Wesley é natural de Jundiaí, interior de São Paulo, e também foi contratado para ser intérprete oficial da escola de samba "zona leste", na cidade onde mora, além de fazer parte da equipe de canto Uirapuru da Mooca, do grupo 1 da UESP, em São Paulo.

Confira o desempenho da Acadêmicos de Santa Cruz no carnaval 2015:


A sinopse do enredo foi entregue aos compositores na última quarta-feira, na quadra da escola da samba que fica sediada na Rua do Império, 573, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Em nota, a Santa Cruz informou que o enfoque que será dado nesse enredo é diferente do tratamento dado em 2009, quando apresentou 'SOS Planeta Terra-Santuário da vida', tema que também abordava o meio ambiente e que deixou a escola em 6º lugar.

A Acadêmicos da Santa Cruz será a quarta escola de samba a desfilar na sexta-feira de carnaval, no primeiro dia de desfile, pela série A, da LIERJ.
########################################################################
Visite também meus perfis nas redes sociais:
YouTube: Amanda Midori
Facebook: Amanda Midori
Twitter: twitter.com/amandamidori__
Instagram: instagram.com/poramandamidori
Google+: +AmandaMidoriLimaTeixeira

terça-feira, 2 de junho de 2015

Tag 7 coisas

Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Hoje eu vou responder a minha segunda tag.

Fui indicada pela Karoline Nunes, do blog O meu melhor, e a tag se chama 7 coisas. Eu gosto muito dessas tags porque os leitores podem conhecer mais um pouco sobre as blogueiras que acompanham. Lembrando que a partir de hoje também responderei as tag em vídeo, e que esse tipo de postagem será feito sempre às terças-feiras.


7 coisas para fazer antes de morrer:
1 - Aprender a falar italiano.
2 - Fazer pós no exterior.
3 - Consolidar a minha carreira de jornalista.
4 - Escrever um livro.
5 - Plantar uma árvore.
6 - Ser mãe.
7 - Ir ao Tibete praticar meditação.

7 coisas que eu mais falo:
1 - Aff!
2 - Nossa!
3 - Cruzes!
4 - O que?
5 - Que sede!
6 - Que sono!
7 - Esqueci.

7 coisas que eu faço bem:
1 - Comer.
2 - Escrever.
3 - Fotografar.
4 - Traduzir.
5 - Dançar.
6 - Sobremesas.
7 - Ouvir (sou uma ótima ouvinte).

7 coisas que me encantam:
1 - Pessoas educadas.
2 - Cães.
3 - Pássaros.
4 - A minha 'filhotinha' de quatro patas.
5 - Belas paisagens.
6 - Conhecer culturas diferentes.
7 - Ópera.

7 coisas que eu não gosto:
1 - Feijão.
2 - Internet lenta.
3 - Sujeira.
4 - Falta de educação.
5 - Comerciais.
6 - A programação televisiva de hoje.
7 - Calor.

7 coisas que eu amo:
1- Comer.
2 - Chocolate.
3 - Café.
4 - Traduzir.
5 - Escrever.
6 - Ler.
7 - Dançar.

7 blogueiros que eu indico para responder essa tag:
1 - Marília Merlino, do blog Marília Merlino.
2 - Alice Moretz, do blog Alice entre amigas.
3 - Fabiana Gambardella, do blog Tetro e poesia andam juntos.
4 - Hélio Nogueira, do blog Hélio Nogueira eletricista.
5 - Tayene Moretz, do canal Enneh Rogin.
6 - Larissa Cassiano, do blog Larissa Cassiano.
7 - Maxmiliano Franco, do blog Os turistas.

 -> Vídeo em que eu respondo a tag 7 coisas:



Bem, foi isso.
Espero que vocês tenham gostado. 
Bjs, e até a próxima tag!
#########################################################################
Visite também meus perfis nas redes sociais:
YouTube: Amanda Midori
Facebook: Amanda Midori
Twitter: twitter.com/amandamidori__
Instagram: instagram.com/poramandamidori
Google+: +AmandaMidoriLimaTeixeira