segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Os premiados do Oscar 2015

Ontem, aconteceu a 87º premiação Academy Awards, diretamente do Teatro Dolby, em Los Angeles, no Estados Unidos. O famoso Oscar 2015, que premia anualmente os destaques do cinema promovido pela Acadêmia de Artes e Ciência Cinematográficas de Hollywood.
Como nas edições passadas, não faltou glamour, luxo e ostentação desfilando pelo tapete vermelho e na mais famosa festa de premiação do cinema mundial.
O destaque do tapete vermelho, escolhido pelos internautas, como a mais bem vestida ficou para Felicity Jones, que concorreu ao prêmio de melhor atriz por a Teoria de tudo.


O ator Neil Patrick Harris foi o anfitrião da festa. Ele abriu a premiação do Oscar com um número musical ao lado de nomes como Anna Kendrick.




O primeiro premiado da noite foi veterano J. K. Simmons, por Whiplash, na categoria melhor ator coadjuvante. Ele interpreta o instrutor de musical Terence Fletcher, o que lhe rendeu ao todo, 30 prêmios e sua vitória dentre os demais competidores da categoria já era esperada.


Adam Levine, da banda Maroon 5, foi a primeira atração musical da noite.


A figurinista italiana Milena Canonero venceu a categoria figurino, por O grande hotel Budapeste.


Melhor filme de curta-metragem: The phone call. Um drama em que a protagonista Heather (Sally Hawkins), uma atendente de call center tem sua vida mudada após um telefonema de um homem misterioso.


The Big Picture venceu a categoria melhor documentário em curta-metragem.

O cantor Tim Mcgraw foi a segunda atração musical a se apresentar no Oscar 2015.


Vencedor de mixagem de som: Whiplash. Filme que conta a história de um músico (Miles Teller), um baterista que sonha em ser o maior de sua geração e marcar o seu nome no cenário musical americano. Entretanto, esse sonho é transformado em obsessão após a convivência com o abusivo maestro (J. K. Simmons). O grande número de premiações que a película recebeu já era aguardado pela crítica e pelo público.


Sniper Americano, o drama biográfico de guerra sobre a história do mais letal sniper militar dos Estados Unidos, Chris Kyle, com mais de 100 mortes atribuídas a ele confirmadas pelo Pentágono, venceu edição de som.


A vencedora da categoria melhor atriz coadjuvante, Patricia Arquette, comoveu ao discursar a favor da igualdade de salários entre homens e mulheres.


A cantora e compositora Rita Ora foi mas um número musical da noite.


O filme de ficção-científica Interstellar venceu efeitos visuais.


O Banquete, dos estúdios Disney, venceu melhor animação de curta-metragem.


Melhor animação: Operação Big Hero. Uma comédia de ação e aventura que se passa na cidade de Fransokyo, uma mistura de São Francisco e Tóquio.


O grande hotel Budapeste venceu a categoria de design de produção. O longa conta a história de um velho escritor (Tom Wilkinson) que decidi contar sobre o tempo que passou no Hotel Budapeste. O filme foi o recordista da noite.


O prêmio de melhor fotografia foi para o mexicano Emmanuel Lubezki, por Birdman.


A recordista de indicações ao Oscar , Meryl Streep, apresentou a homenagem In Memorian.


E Jennifer Hudson cantou em homenagem aos falecidos.


O vencedor de melhor edição foi Tom Cross, por Whiplash.


Vencedor de melhor documentário em longa-metragem: Citizenfour. Descreve e documenta o escândalo de espionagem pela NSA e como se deram os encontros com Edward Snowden antes e depois de sua identidade ter sido revelada.


John Legend e Common cantaram pela luta dos direitos de igualdade, relembrando o assassinato de Martin Luther King, 4 dias antes da premiação.

Vencedores de melhor canção original: John Legend e Common, por Glory, de Selma. O longa produzido por Oprah Winfrey é uma cinebiografia e conta a história do pastor protestante e ativista social Martin L. King que acompanha as marchas realizadas por ele e manifestantes pacifistas em 1965 entre a cidade de Selma, no interior do Alabama, até Montgomery em busca de direitos eleitorais iguais para os afro-americanos.

Lady Gaga se apresentou cantando The Sound of Music, tema de A noviça rebelde, de 1965.


A atriz Julie Andrews foi homenageada pelos 50 anos de A noviça rebelde.


O compositor francês Alexandre Desplat, de O grande hotel Budapeste venceu a categoria de melhor trilha sonora original.


Birdman venceu melhor roteiro original.



Vencedor de roteiro adaptado: O jogo da imitação.



O cineasta mexicano Alejandro Iñarritu, de Birdman, levou a estatueta de melhor diretor.



Eddie Redmayne, de A teoria de tudo, vence melhor ator. Ele desbancou nomes como Bradley Cooper e Michael Keaton, que merecia a estatueta.



Julianne Moore, de Still Alice, finalmente vence melhor atriz. Drama que relata o Mal de Alzheimer.



Birdman leva a estatueta de melhor filme.


*Imagens da internet

Essa é a lista completa de contemplados e atrações da 87º premiação da Academia. Alguns já esperados, outros tidos como 'surpresa'.
#########################################################################
Visite também meus perfis nas redes sociais:
YouTube: Amanda Midori
Facebook: Amanda Midori
Twitter: twitter.com/amandamidori__
Instagram: instagram.com/amanda.midori
Google+: +AmandaMidoriLimaTeixeira

24 comentários:

  1. Adoro a Julianne Moore e quero muito assistir ao Still Alice, com certeza é aquele tipo de filme sofrido, mas muito atual.

    http://www.vidacasaebeleza.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto muito do trabalho dela e a vitória de Julianne Moore já era mais do que certa e merecida. Still Alice não é um dos filmes que me chamou atenção no Oscar mas, com certeza, apresenta um tema atual, como tu disse e polêmico.

      Excluir
  2. o Neil como anfitrião foi demais kkkk e a apresentação do Maroon 5 foi maravilhosa! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto do Marron 5 e o Neil, nem precisa de comentários, arrasa. Bjs

      Excluir
  3. O Neil é tudo de bom né gente?! Mas enfim, queria Jogo da Imitação para filme do ano e Benedict para melhor ator. :(

    http://www.isadoraadora.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que o Neil arrasa. E, quanto a premiação, o Oscar é assim mesmo, uma caixinha de 'surpresas' e de apostas.

      Excluir
  4. Sou tão desenformada que eu nem sabia quem foi os premiados , gostei muito e todos eles merece pelo esforço :3

    www.apos16.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso faz parte Katiane e, os prêmios foram merecidos. Mas, eu escolheria o Michael Keaton como melhor ator.

      Excluir
  5. adorei eu não pude assistir ao Oscar e gostei muito do post que me manteve atualizada , adorei o blog beijos!

    ResponderExcluir
  6. Poxa que legal a proposta do seu post. Deu um super help de forma mais descontraída da premiação para aqueles que como eu não puderam assistir. Já notei que A Teoria de tudo arrasou né, mais de um Oscar. hahah
    Super beijo e até mais.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito dos post e dos premiados, todos mereceram. Parabéns pelo blog viu, vou segui-lo e pretendo encontrar mais publicação como essa :D

    ResponderExcluir
  8. Tentei assistir a premiação mas acabei enjoando, não gostei muito de alguns ganhadores pra mim o melhor filme deveria ter sido A Teoria de Tudo, mas infelizmente não ganhou. :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirela, também não concordo com todas as premiações mas, afinal, Oscar é assim mesmo.

      Excluir
  9. Eu nem assisti ao Oscar,mas queria ter o feito,infelizmente nenhum ator favorito meu foi escolhido :/ Mas tudo bem kkkk Parabéns pelo post e sucesso!!

    Beijos!

    http://cantinhodatitania.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. seguindo e curtindo vc!!!
    apareça!
    http://opsingrid.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. LAdy gaga :3
    http://coisasdaelfa.blogspot.com.br/2015/02/um-simples-gostar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lady Gaga como sempre, conseguiu chamar a atenção e a participação dela culminou com um ponto importante da noite. Assim é a Gaga!

      Excluir
  12. Adoro a Patricia Arquette e Meryl Streep sou fã de carteirinha.
    Em geral adorei os vestidos, a maioria estavam maravilhosos, mas os cabelos tinha muita coisa esquisita!
    E a teoria de tudo foi o grande vencedor com louvor!
    Bjinhos.
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito do trabalho da Patrícia Arquette, tanto que 'Boyhood' é um dos filmes que eu tenho vontade de assistir e Meryl Streep nem se fala. Não é a toa que ela é a campeã de indicações na Academia. Concordo com a sua opinião sobre os vestidos, são uma atração a mais e sempre muito aguardados e comentados. Quanto aos filmes, todos são campeões, afinal, uma indicação já é um prêmio. Bjs

      Excluir